EVENTOS

 

Círio de Nazaré                     

 

Todo segundo Domingo de outubro, realiza-se em Belém a maior manifestação de fé católica que se tem notícia no mundo: o Círio de Nazaré. O termo Círio, tem sua origem na palavra latina "Ceres", que significa "vela grande de cera". Contra a lenda que no ano de 1700, um caboclo chamado Plácido, encontrou nas matas próximas à cidade, uma pequena imagem de Nossa Senhora de Nazaré, em madeira. Ele levou a imagem para a sua casa e por repetidas vezes a imagem retornou, inexplicavelmente, para o local do achado. Exatamente onde hoje está erguida a Basílica de Nazaré.

 

Romaria Fluvial

 

No Sábado anterior ao dia do Círio, pela manhã, acontece a Romaria Fluvial do Círio de Nazaré, com a imagem da Santa saindo da Vila de Icoaraci,  até o porto de Belém, onde uma multidão aguarda para receber as bênçãos. Centenas de barcos,  dos mais variados tamanhos e tipos,  acompanham a imagem da Santa, ornados com flores nas cores branco e amarelo. Ao longo do trajeto, o povo ribeirinho também tem a oportunidade de louvar Nossa Senhora de Nazaré. Do porto de Belém, a imagem segue para o colégio Gentil Bittencourt, de onde sairá para a Transladação, levada por centenas de motoqueiros, que assim, também rendem as suas homenagens à padroeira dos Paraenses.

 

A Festa

 

Além do aspecto religioso, o Círio de Nazaré é a festa máxima do povo paraense. Durante esse período, Belém se transforma num cenário da mais bela demonstração de religiosidade popular, mas a cidade também ganha uma alegria contagiante, pois o Círio é uma mistura de fé, folclore, cores e sabores. Durante os quinze dias que duram a festa, do dia do Círio  ao dia do Recírio, Belém é envolvida pelo espírito de união, onde o ponto alto é a confraternização em família, simbolizada pelo tradicional almoço do Círio, baseado na culinária regional, que é considerada a mais autêntica do Brasil. Por tudo isso, o Círio é considerado o Natal dos paraenses.

 

O Círio

 

O Círio é uma enorme manifestação religiosa que atrai pessoas de diferentes partes do Brasil e do mundo. Na véspera do grande dia, acontece a Trasladação, uma procissão noturna, em que o povo conduz a imagem de Nossa Senhora de Nazaré desde a capela do Colégio Gentil Bittencourt até a catedral Metropolitana de Belém (Igreja da Sé), fazendo um espetáculo indescritível e inesquecível. Na manhã de Domingo, o segundo de outubro, a romaria do Círio sai da Catedral, seguindo um percurso de aproximadamente 3 km nas principais ruas de Belém, conduzida por mais de um milhão de fiéis. Durante quase 5 horas, a imagem da Santa, carregada em uma berlinda ricamente ornada com flores naturais, recebe a homenagem do povo, até sua chegada na Basílica de Nazaré. Precedendo a Berlinda com a imagem da Santa, seguem os carros de milagres, as crianças com vestimenta de anjo, as representações paroquianas e o clero. Os promesseiros, agradecendo os pedidos alcançados, tornam ainda mais emocionante o Círio. É comum ver pessoas descalças, conduzindo os mais variados objetos. Desde velas de cera até uma réplica da casa própria. Outras pessoas agradecem à Santa, distribuindo água aos romeiros durante a procissão.  Mas, sem dúvida nenhuma, o que mais comove é ver o sacrifício de milhares de homens e mulheres descalços, agarrados na corda que envolve a berlinda, na maior prova de fé e sacrifício do Círio. A corda representa uma aliança indissolúvel entre a santa e seu povo.