ECONOMIA – Comércio       

 

Belém

 

Associação Comercial do Pará

Av. Pres. Vargas, 158 – 5º

Tel: (91) 242-3508 Fax: (91) 241-1814

e-mail: acp@acp.com.br

 

Câmara do Dirigentes lojistas de Belém

R. 28 de Setembro, 16

Tel: (91) 241-1000/242-7000

 

Federação das Associações Comerciais, Industriais e AgroPastoris do Estado do Pará

Av. Pres. Vargas, 158, 5º

Tel: (91) 242-3508 F: (91) 241-1814

e-mail: faciapa@acp.com.br

 

Outras cidades do Pará – Associações Comerciais:

 

Ananindeua

Tel: (91) 255-1615 Fax: (91) 255-3009

 

Abaetetuba

Tel: (91) 751-1059

 

Altamira

Tel: (91) 515-2672 Fax: (91) 515-1918

 

Barcarena

Tel; (91) 754-2116 Fax; (91) 754-2470

 

Conceição do Araguaia

Tel: (91) 421-1772

 

Icoaraci

Tel: (91) 227-1268

 

Itaituba

Tel: (91) 518-1796

 

Jacundá

Tel: (91) 345-1040 Fax: (91) 345-1265

 

Marabá

Tel: (91) 321-1020 Fax: (91) 321-1328

 

Marapanim

Tel: (91) 723-1149

 

Marituba

Tel: (91) 256-0208 Fax: (91) 255-0871

 

Mocajuba

Tel: (91) 796-1259

 

Óbidos

Tel: (91) 547-1367

 

Oriximiná

Tel: (91) 544-1279

 

Portal

Tel: (91) 784-1264

 

Redenção

Tel: (91) 424-2096

 

Rondon do Pará

Tel: (91) 326-1010 Fax: (91) 326-1039

 

Rurópolis

Tel: (91) 543-1058

 

Santana do Araguaia

Tel: (91) 431-1385

 

Santarém

Tel: (91) 522-2633 Fax: (91) 522-4068

 

Salinópolis

Tel: (91) 823-3387

 

São Félix do Xingu

Tel: (91) 435-1107

 

Tomé – Açu

Tel: (91) 734-1147  Fax: (91) 734-1112

 

Tucumã

Tel: (91) 433-1349  Fax: (91) 433-1449

 

Tucuruí

Tel: (91) 787-1609

 

Manaus

 

Associação Comercial do Amazonas

R. Guilherme Moreira, 281

Tel: (92) 633-2052

e-mail: acam@mandic.com.br

 

Associação dos Importadores da Zona Franca Manaus

Av. Joaquim Nabuco, 1074

Tel: (91) 232-0243/232-7067

 

Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus

R. Rui Barbosa, 156

Tel: (92) 621-3500

e-mail: cdlm@internext.com.br

 

Câmara Setorial de Captação e Apoio a Eventos Programados

R. Guilherme Moreira, 281

Tel: (92) 633-2052  Fax: (92) 633-1552

e-mail: acam@mandic.com.br

 

ECONOMIA – Comércio Comentário Geral      

 

A importância da MARCA

 

Nunca se discutiu tanto o conceito de marketing como nesta década. O marketing, hoje, é tudo dentro de uma empresa. Numa visão moderna, sua tarefa é integrar o cliente à elaboração do produto, desenvolvendo um processo sistemático de integração. É desenvolver relações. Caiu por água abaixo, conforme afirma o escritor Regis McKenna, uma das maiores autoridades mundiais na matéria, o pensamento voltado somente para a publicidade, promoção e merchandising para conquistar uma parcela do mercado, ou seja, anúncios e promoções são apenas uma pequena parte da estratégia de marketing. A propaganda reforça posições no mercado, mas não as cria. Essas relações que a empresa desenvolve com clientes, distribuidores e até com os concorrentes representaram uma mudança fundamental no papel e no objetivo do marketing, segundo ele.

De qualquer maneira, um produto, além de uma política de preços e distribuição adequadas, necessita, também, de um grande esforço promocional, estabelecendo-se métodos de comunicação diversificados, como a propaganda, pesquisa de mercado, relações públicas e mala direta. Este produto ou serviço, ao ser visto, transmite informações que não são visíveis. Ele é visto pela sua marca, definida como um símbolo que funciona como elemento identificador e representativo de uma empresa, instituição ou produto.

 

Nome, marca, logotipo....

 

A identificação de uma empresa com um símbolo, segundo os professores Carlos Alberto Rabaça e Gustavo Barbosa, autores do Dicionário de Comunicação, pode ser obtida por várias formas:

-          o nome da empresa, instituição ou produto e a sua forma gráfica (escrita) ou sonora (falada). Exemplo: Petrobrás ou Lubrax (nome fantasia);

-          símbolo visual ou sinal gráfico. Diz-se, também, marca-símbolo. Exemplo: BR;

-          o logotipo, representação gráfica do nome, em letras de traçado específico. No caso do nome Petrobrás, ele é traçado em alfabeto helvético;

-          o conjunto dessas formas, numa só composição gráfica, permanente e característica, constituído pelo nome, símbolo e logotipo. Diz-se, nesse caso, logomarca ou marca corporativa. Observe os exemplos:

                                     __

                          PETROBRÁS       BR

                                           PETRÓLEO BRASILEIRO S.A.

 

 

A marca nos transmite informações que não são visíveis. As informações estão na mente do consumidor e foram parar lá através do conceito que ele tem do produto ou da instituição. No caso de derivados de petróleo, diferentemente de um produto de consumo de baixo risco, a marca é de vital importância para a sua aquisição, pois ela carrega consigo a história e o desempenho da empresa, sua qualidade, usuários e outros. No caso da Petrobrás, especificamente, existe toda uma história em torno de sua marca: a luta pela implantação do monopólio estatal, o fato de ser uma empresa genuinamente nacional, de ser a maior empresa brasileira e uma das maiores do mundo, o seu incontestável avanço tecnológico, reconhecido internacionalmente.

A falta de unidades das marcas e símbolos implica o enfraquecimento da imagem de todo um sistema corporativo, pois a identidade visual nada mais é que um sistema de elementos composto de marca, símbolo, logotipo, cor, uniformes, identificação de produtos, indicadores visuais e placas de sinalização, que caracterizam visualmente uma

organização e que dão personalidade à empresa.

Com o avanço tecnológico e a produção em série, a quantidade de produtos e serviços oferecidos aumentou consideravelmente. Perderam o âmbito local, da época dos artesãos e sua comunicação pessoal e direta, e entraram na era da comunicação de massa e dos grandes veículos de comunicação. Foi aperfeiçoado o modo pelo qual as empresas começaram a conquistar o consumidor, e as técnicas de comunicação visual evoluíram para facilitar a percepção. Surgiram as logomarcas, utilização das cores e suas combinações para uma imediata identificação da empresa.