Finalidade Economia Notícias Projetos Investimentos Anuncie Mapa do Site English
   

Mãe das águas

Das deidades femininas aquáticas, a mais conhecida e temida é a Yara ou Uiara. Bela mulher, fascina e acaba por matar e/ou enlouquecer os homens que lhe caem sob o poder. Senhora das águas dos igarapés e dos rios, arrebata o espírito dos homens e o seu encanto é fatal. Diverge da sereia dos mitos europeus e senhora dos oceanos porque é mulher por inteiro, não possuindo a metade do corpo em forma de rabo de peixe, como aquela.

Essa deidade, entretanto, sofre uma forte influência européia. Em nenhuma lenda indígena do século XVI ou XVII ela aparece, como atualmente. Ao invés, a "mãe-da-água" era, por assim dizer, um homem. Um homem-peixe que infundia terror por que de horrenda aparência, habitante do fundo das águas, inimigo mortal dos pescadores, mariscadores e, também, das lavadeiras: o Igupiara ou Ipupiara. Embora perseguisse as pessoas e as matasse interessavam-lhe, apenas, os olhos e os narizes de suas vítimas.

Esse epíteto, ao que se sabe, foi dado ao monstro pelos portugueses, pois o índio jamais o teve como "a mãe das águas". Ipupiara significa tão somente "o que habita no fundo das águas". Os lusos é que acabaram por confundi-lo com os monstros de suas próprias lendas, que também dominavam as águas e, embora tratando-se de um ser masculino, pelo fato de que na teogonia ameríndia a "mãe" bastar, o Ipupiara foi por eles batizado assim, por analogia e dentro do aspecto da Mãe Terrível, isto é, a que mata, a que devora e engole.

Mas, há outras mães nas nossas águas. Assim, aqueles insetos vorazes conhecidos como "Baratas d'água" são as mães das forças corrompidas das águas estagnadas e, particularmente, os caranguejos (relacionados com as potências lunares), a bem dizer, a fêmea, chamada "Condessa" é a mãe da força sombria da potestade das águas: o mangue. A "Condessa" merece respeito dos mariscadores e se é apanhada por um deles, é devolvida à lama do mangue. Utiliza-se esse crustáceo apenas em trabalhos de magia chamada negra e quem dela precisar para esses fins, só a consegue sob encomenda e pagando bom preço. A "Condessa" é um dos tabus do manguezal.